Como fiz pra chegar na fórmula da felicidade

A intangibilidade, muitas vezes, da tão falada FELICIDADE, na última linha acontece decorrente da liberação de algumas substâncias químicas no nosso organismo.

Tempo que você vai levar pra ler: 2 minutos

Será que tem como chegarmos nos componentes da fórmula da felicidade?

É o que eu tentei descobrir e vou compartilhar aqui com você as minhas descobertas!

Talvez você já tenha se dado conta, que somos um sistema regulado por hormônios e que somos pura química caminhando por esse mundão a fora.

Alguns casos inclusive, hormônios desregulados são os causadores das montanhas russas que certas pessoas vivem.

E em casos extremos, são inclusive ajustados com medicamentos pelos psiquiatras. 

Já a intangibilidade, muitas vezes, da tão falada FELICIDADE, na última linha acontece decorrente da liberação de algumas substâncias químicas no nosso organismo.

Composição química da felicidade, da perspectiva do nosso cérebro:

Primeiro, temos a Dopamina — Químico da recompensa

  • Atingir um objetivo
  • Dormir o número suficiente de horas
  • Comer
  • Tomar banho

Segundo, temos a Ocitocina — Hormônio do amor

  • Socializar
  • Ajudar as pessoas
  • Fazer carinho nos animais
  • Toque físico

Terceiro, a Endorfina — Analgésico natural

  • Dar risada
  • Ouvir música
  • Fazer exercícios

Quarto, a Serotonina — Estabilizador de humor

  • Tomar sol
  • Caminhar ao ar livre
  • Concentrar-se no momento presente

Consequentemente, fazendo qualquer uma dessas coisas, você estará liberando essas substâncias no seu organismo e consequentemente sentirá felicidade nas suas mais variadas formas.

A listagem apresentada não é absoluta e nem tem a pretensão de ser, a felicidade é um assunto extremamente profundo.

Mas a listagem tem o intuito de ser um guia super rápido para buscar o equilíbrio, e por consequência disso, ter mais felicidade.

Caso você não esteja colocando os itens listados na sua rotina, está mais do que na hora de colocá-los e ver a mágica da felicidade com seus próprios olhos.

Nosso cérebro tem um algoritmo

A título de comparação e analogia, sabe o tão falado algoritmo do YouTube, ou algoritmo do Instagram, que todo mundo busca deduzir como funciona, para obter maior alcance das suas postagens? 

Nós somos iguaizinhos! Temos o nosso algoritmo do nosso cérebro, onde é possível hoje em dia sabermos bastante dele, mas nunca saberemos tudo.

Conta a lenda filosófica que, todas as vezes que ao filósofo alemão Edmundo Husserl era feita a pergunta “E o senhor, como vai?”, ele respondia meditante e sem titubeio: “Estou bem! Sinto apenas uma certa dificuldade em ser…”.

Mário Sergio Cortella

Contudo se para dirigir um carro, precisamos aprender como funciona o carro, ser ser humano segue a mesma lógica.

Conclusão, aprender como funcionamos, te permitirá entender melhor a si, as outras pessoas, as coisas ao seu redor, além atingir o seu maior potencial!

Vai lá, faz carinho no seu pet, veja se você não vai ficar imediatamente um pouquinho mais feliz, por conta do amor gerado pela ocitocina!

Se você gostou deste artigo, talvez você possa gostar desse meu outro artigo sobre A fantástica maneira de entender o que é sucesso. Ou também da Perspectiva dos introvertidos, um guia rápido para extrovertidos.

5 1 vote
Avalie este artigo

Autor: Fernando Matos

Trabalho com engenharia de software e tenho participação em algumas empresas. Sou fundador da Pixele e co-fundador do Leverage Valley. No passado ajudei co-fundar Krabo, Go Panda, Lince, LiderProfile e Tamanduá Fit. Escrevo para o @lumberjackslife e sou host no Leverage Talks.

guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments